sexta-feira, 30 de agosto de 2019

CRC 01/2019 – Questão nº 15 da Prova Branca (nº 16 da Prova Verde, nº 17 da Prova Amarela e nº 16 da Prova Azul) – Contabilidade Geral

O art. 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que “ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício […]” (BRASIL, 1976). Dentre essas demonstrações, é listada a demonstração do valor adicionado, aplicável às companhias abertas. A Demonstração do Valor Adicionado pode ser utilizada como ferramenta gerencial que serve para informar o usuário da informação contábil do(a)(s)

A) contas de depreciação, correspondentes à perda do valor dos direitos que têm por objeto bens físicos sujeitos a desgaste ou perda de utilidade por uso, ação da natureza ou obsolescência.
B) saldo inicial do período e os ajustes de exercícios anteriores; as reversões de reservas e o lucro líquido do exercício; as transferências para reservas, dividendos, parcela de lucros incorporada ao capital e saldo final do exercício.
C) alterações ocorridas, durante o exercício, no saldo de caixa e equivalentes de caixa, uma vez que apresenta a capacidade de a entidade gerar caixa e equivalentes de caixa, bem como as necessidades da utilização desses fluxos.
D) índice de avaliação do desempenho na geração da riqueza, ao medir a eficiência na utilização dos fatores de produção; e do desempenho social, ao demonstrar na distribuição da riqueza gerada a participação dos elementos que contribuíram para sua geração.

Resolução em texto elaborada pelo Prof. Thiago:

1º) O que a questão pede?

Para assinalar a alternativa que apresente a definição correta da Demonstração do Valor Adicionado.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Essa questão pede para assinalar a alternativa que apresente a correta definição de Valor Adicionado. Então vamos analisar o que as alternativas estão apresentando para identificar a resposta correta.

A alternativa “A” afirma que um dos objetivos da DVA é informar os usuários sobre as contas de depreciação. Essa afirmativa é FALSA pois as contas de depreciação já são apresentadas no Balanço Patrimonial.

A alternativa “B” apresenta características da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido – DMPL e por isso, também é FALSA.

A alternativa “C” apresenta características da Demonstração dos Fluxos de Caixa – DFC e por isso, também é FALSA.

A alternativa “D” apresenta o objetivo da Demonstração do Valor Adicionado – DVA CORRETAMENTE.

Gabarito: “D”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Siga nosso perfil no Instagram!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

CRC 01/2019 – Questão nº 14 da Prova Branca (nº 11 da Prova Verde, nº 13 da Prova Amarela e nº 10 da Prova Azul) – Contabilidade Geral

De acordo com a NBC TG 01 (R4), a Companhia G & F S.A. possui em seu ativo imobilizado uma máquina que, com o passar do tempo, verificou-se perda do valor de mercado e também de desempenho econômico. Diante disso, decidiu-se calcular o valor da possível redução ao valor recuperável desse ativo, de acordo com os dados a seguir:

·       Valor Contábil da Máquina – R$ 425.000,00;
·       Valor em Uso da Máquina – R$ 414.800,00;
·       Valor Justo da Máquina – R$ 415.000,00; e,
·       Gastos para colocar a Máquina à Venda – R$ 35.000,00.

Nesse contexto, a perda por desvalorização a ser reconhecida é de:

A) R$ 10.000,00.
B) R$ 10.200,00.
C) R$ 45.000,00.
D) R$ 45.200,00.

Resolução em texto elaborada pelo Prof. Thiago:

1º) O que a questão pede?

Para assinalar a questão que apresenta o valor correto da Perda por Desvalorização a ser reconhecida.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Esse é um assunto que muita gente acaba errando na prova, não por ser difícil, mas talvez, pela complexidade em se fazer a verificação dos valores, considerando a situação apresentada.

De acordo com a norma, as entidades devem realizar, ao menos uma vez em cada exercício, o teste de recuperabilidade nos ativos imobilizados com o intuito de verificar se há perda ao valor recuperável que deve ser reconhecida.

O teste consiste em duas etapas:

A primeira etapa é preciso identificar como a entidade pode obter o melhor retorno do imobilizado, se utilizando (valor em uso) ou se vendendo (valor justo). Dos dois valores obtidos, é preciso considerar o MAIOR.

Essa primeira etapa é totalmente intuitiva pois, digamos que você possua um equipamento e decide fazer a avaliação. Você estima que utilizando esse equipamento será capaz de gerar uma receita de R$ 1.000,00, enquanto se fizesse a venda, o máximo que conseguiria seria um valor de R$ 700,00. O que você decide fazer?

Um ponto de atenção, ainda nessa primeira etapa é que o Valor Justo deve ser considerado líquido das despesas de venda, ou seja, subtrair do valor de mercado as despesas necessárias para se colocar à venda e para vender a máquina.

Pronto, a primeira etapa está concluída e agora basta comparar o valor obtido com o valor contábil registrado na contabilidade.

Caso o valor contábil seja menor que o valor obtido pelo teste, não é necessário fazer nada. Mas caso o valor contábil seja maior, então será necessário proceder com o reconhecimento de uma perda ao valor recuperável.

A questão já nos informa que há uma perda a ser reconhecida, então só era necessário verificar qual era o valor mais vantajoso para a empresa em termos de uso ou venda e depois calcular a diferença do que está registrado na contabilidade.

O valor de uso é de R$ 414.800,00
O valor Justo da máquina é de R$ 415.000,00, mas para conseguir vender a empresa precisará gastar mais R$ 35.000,00

Então, a empresa obteria pela venda do imobilizado somente R$ 380.000,00.

Como é mais vantajoso utilizar a máquina, utilizaremos o valor de R$ 414.800,00 como base para comparar com o valor registrado na contabilidade.

Então, R$ 425.000,00 – R$ 414.800,00 = R$ 10.200,00

Esse é o valor da Perda por Desvalorização do ativo imobilizado.

Gabarito: “B”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Siga nosso perfil no Instagram!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

CRC 01/2019 – Questão nº 13 da Prova Branca (nº 10 da Prova Verde, nº 14 da Prova Amarela e nº 11 da Prova Azul) – Contabilidade Geral

De acordo com a NBC TG 03 (R3), a demonstração dos fluxos de caixa deve apresentar os fluxos de caixa do período classificados por atividades operacionais, de investimento e de financiamento. Nesse sentido, identifique as atividades e classifique-as como Atividades Operacionais (AO), Atividades de Investimentos (AI) e Atividades de Financiamentos (AF).

( ) Recebimentos de caixa resultantes da venda de ativo imobilizado, intangíveis e outros ativos de longo prazo.
( ) Pagamentos de caixa a fornecedores de mercadorias e serviços.
( ) Recebimentos e pagamentos de caixa de contratos mantidos para negociação imediata ou disponíveis para venda futura.
( ) Pagamentos em caixa a investidores para adquirir ou resgatar ações da entidade.
( ) Adiantamentos em caixa e empréstimos feitos a terceiros (exceto aqueles adiantamentos e empréstimos feitos por instituição financeira).

A sequência está correta em
A) AI, AF, AI, AF, AI.
B) AI, AO, AI, AI, AF.
C) AI, AO, AO, AF, AI.
D) AF, AO, AO, AF, AI.

Resolução em texto elaborada pelo Prof. Thiago:

1º) O que a questão pede?

Para classificar os itens em Atividades Operacionais, Atividades de Investimento ou Atividades de Financiamento e depois assinalar a questão que apresenta a sequência correta.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Essa questão trata dos conceitos da NBC TG 03 – Demonstração dos Fluxos de Caixa. Para resolver, era necessário saber, de acordo com a norma, como os itens apresentados devem ser classificados para fins de elaboração da referida demonstração.

Para aprofundamento dos estudos, recomendo que leiam na norma como deve ser apresentada a DFC.

Os itens 13 a 15 apresentam as atividades operacionais, o item 16 apresenta as atividades de investimento e o item 17 apresenta as atividades de financiamento.

Para a resolução dessa questão, vou apenas classificar os itens apresentados de acordo com a norma.

Recebimentos de caixa resultantes da venda de ativo imobilizado, intangíveis e outros ativos de longo prazo deve ser classificado como Atividade de INVESTIMENTO.

Pagamentos de caixa a fornecedores de mercadorias e serviços é classificado como Atividade OPERACIONAL.

Recebimentos e pagamentos de caixa de contratos mantidos para negociação imediata ou disponíveis para venda futura é Atividade OPERACIONAL.

Pagamentos em caixa a investidores para adquirir ou resgatar ações da entidade é Atividade de FINANCIAMENTO.

Adiantamentos em caixa e empréstimos feitos a terceiros (exceto aqueles adiantamentos e empréstimos feitos por instituição financeira) é Atividade de INVESTIMENTO.

Portanto a sequência correta é: AI, AO, AO, AF e AI.

Gabarito: “C”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

NBC TG 03 – Demonstração dos Fluxos de Caixa

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Siga nosso perfil no Instagram!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

terça-feira, 27 de agosto de 2019

CRC 01/2019 – Questão nº 12 da Prova Branca (nº 14 da Prova Verde, nº 10 da Prova Amarela e nº 13 da Prova Azul) – Contabilidade Geral

De acordo com a NBC TG 26 (R5), o conjunto completo de demonstrações contábeis NÃO inclui:

A) Demonstração dos fluxos de caixa do período.
B) Demonstração do resultado abrangente do período.
C) Demonstração das origens e aplicações dos recursos.
D) Notas explicativas, compreendendo as políticas contábeis significativas e outras informações elucidativas.

Resolução em texto elaborada pelo Prof. Thiago:

1º) O que a questão pede?

Para assinalar a alternativa que indica a Demonstração que NÃO faz parte do conjunto de demonstrações contábeis.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
O item 10 da NBC TG 26 – Apresentação das Demonstrações Contábeis apresenta o conjunto completo das demonstrações contábeis, mas para responder essa questão não era necessário conhecer todas as demonstrações.

A outra opção era saber que a Demonstração dos Fluxos de Caixa substituiu a Demonstração das origens e aplicações dos recursos, também conhecida como DOAR.

Questão relativamente simples para quem conhecesse o conjunto completo ou soubesse dessa substituição.

Gabarito: “C”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

NBC TG 26 – Apresentação das Demonstrações Contábeis

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Siga nosso perfil no Instagram!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

CRC 01/2019 – Questão nº 11 da Prova Branca (nº 13 da Prova Verde, nº 12 da Prova Amarela e nº 14 da Prova Azul) – Contabilidade Geral


Considere os dados extraídos da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido da empresa Exemplar S.A., referente ao exercício social de 2018.

Saldo do Patrimônio Líquido em 31/12/2017
80.000,00
Aumento de Capital em Dinheiro
15.000,00

Aquisição de Ações da Própria Empresa
3.000,00

Lucro Líquido do Exercício
8.000,00

Reversão da Reserva de Contingência
3.000,00

Proposta da Administração de Destinação do Lucro:
Reserva Legal
Reserva Estatutária
Dividendos a Distribuir

400,00
4.800,00
5.800,00

É correto afirmar que a variação total no Patrimônio Líquido da empresa no exercício social foi de:

A) R$ 6.200,00
B) R$ 14.200,00
C) R$ 22.200,00
D) R$ 28.000,00

Resolução em texto elaborada pelo Prof. Thiago:

1º) O que a questão pede?

Para assinalar a alternativa que apresenta a variação total do Patrimônio Líquido da empresa.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Essa questão trata da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido – DMPL. E é possível resolvê-la de duas formas.

A primeira é montando a Demonstração propriamente dita. É um processo que requer um pouco mais de tempo, mas se você souber os conceitos, é relativamente fácil achar o resultado com poucas chances de erro. Elaborando a demonstração a chance de erro acontece somente se algum lançamento for feito errado, pois pelo modelo da demonstração, é bastante difícil errar na soma, uma vez que há uma coluna de totais que é somada ao final.

A outra forma é separar somente os fatos que possuem ou a partida ou a contrapartida em alguma conta do PL e, dessa forma, as contas que aumentam o PL serão somadas e as contas que diminuem o PL serão subtraídas. Aqui precisa ter cuidado para colocar os valores (somando ou subtraindo) de forma correta, além de prestar atenção se, de fato, os lançamentos utilizados são somente aqueles que afetarão o PL.

O enunciado da questão nos forneceu uma série de dados ocorridos em 2018. Vamos resolver primeiro elaborando a DMPL.

O enunciado forneceu um saldo inicial de PL como R$ 80.000,00. Eu assumi que uma parte era Capital Social e uma outra era de Reservas, pois como o exercício não deu informação suficiente e um dos eventos foi a reversão de uma reserva, eu acabei levando tudo isso em consideração.


Percebam que na primeira coluna estão relacionados todos os eventos. As outras colunas são os grupos de conta do PL e que compõem a DMPL.

A última coluna representa o total que cada evento afetou o PL, assim como os saldos inicial e final.

Por essa demonstração, é possível verificar que o PL começou o período com um saldo de R$ 80.000,00 e terminou com R$ 94,200,00, logo:

R$ 94.200,00 – R$ 80.000,00 = R$ 14.200,00

A outra maneira de fazer, é considerando somente os eventos que possuem partida ou contrapartida FORA do PL e consequentemente afetarão o saldo do PL. Teremos o seguinte:

Evento
Valor
Aumento de Capital
15.000,00
Aquisição Ações em Tesouraria
(3.000,00)
Lucro do Exercício
8.000,00
Distribuição de Dividendos
(5.800,00)
Variação do PL
14.200,00

Veja que dessa forma, já obteremos o resultado da variação do PL, pois como estamos analisando somente o que altera o patrimônio líquido, não precisamos levar em consideração o saldo inicial e o saldo final. Isso seria necessário somente se a questão estivesse pedindo o saldo final do PL. Como o que foi pedido é a variação, então encontramos os mesmos R$ 14.200,00 da Demonstração que elaboramos.

Gabarito: “B”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Siga nosso perfil no Instagram!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

CRC 01/2019 – Questão nº 10 da Prova Branca (nº 12 da Prova Verde, nº 11 da Prova Amarela e nº 12 da Prova Azul) – Contabilidade Geral

A Companhia Ômega adquiriu para revenda mercadorias no valor de R$ 10.000,00 em maio de 2017. Os impostos recuperáveis sobre a compra perfazem o total de R$ 1.800,00. Sobre essa compra, a Companhia Ômega também pagou frete de R$ 200,00 com impostos recuperáveis de R$ 24,00 e seguros no valor de R$ 250,00. A empresa vendeu 70% das mercadorias adquiridas no período. Sabe-se que a Companhia Ômega não tinha saldo anterior de mercadorias para revenda. É correto afirmar que o valor do Custo das Mercadorias Vendidas foi de:

A) R$ 5.740,00
B) R$ 5.863,20
C) R$ 6.038,20
D) R$ 8.626,00

Resolução em texto elaborada pelo Prof. Thiago:

1º) O que a questão pede?

Para assinalar a alternativa que apresenta o valor correto do Custo das Mercadorias Vendidas.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Para essa questão, bastava saber o conceito do Custo do Estoque, pois de acordo com o enunciado, alguns elementos da compra precisam ser adicionados ao custo enquanto outros devem ser retirados.

De tudo que foi apresentado, era preciso retirar os impostos recuperáveis tanto da compra quanto do pagamento do frete. Além disso, era preciso adicionar ao custo o valor do frete (líquido dos impostos recuperáveis) e o seguro.
Teremos, então, algo assim:

Valor da Compra =
10.000,00
(-) Impostos s/ Compra =
(1.800,00)
(+) Frete s/ Compra =
200,00
(-) Impostos s/ Frete =
(24,00)
(+) Seguro s/ Compra =
250,00
(=) Custo Total =
8.626,00

Significa que esse é o valor pelo qual essas mercadorias foram reconhecidas no estoque.

O enunciado informa que 70% dessa mercadoria foi vendida, portanto:

R$ 8.626,00 * 70% = R$ 6.038,20

O resultado é o montante pelo qual será registrada a saída das mercadorias e a contrapartida é o Custo da Mercadoria Vendida, no Resultado.

Gabarito: “C”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Siga nosso perfil no Instagram!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!