quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

CRC 02/2018 – Questão nº42 da Prova Branca (nº44 da Prova Verde, nº41 da Prova Amarela e nº43 da Prova Azul) – Contabilidade Geral


Uma empresa apresentava o seguinte balanço patrimonial em 31/12/2015:

Caixa
200.000
Capital Social
200.000

No ano de 2016 aconteceram os seguintes eventos: 
  • Compra de um veículo por R$ 30.000,00 à vista. A empresa espera utilizá-lo por dez anos, enquanto a vida útil fiscal é de cinco anos;
  • Apuração de receita de serviços no valor de R$ 70.000,00 à vista. Os custos eram de R$ 100.000,00 e foram pagos à vista.

No ano de 2017 aconteceram os seguintes eventos: 
  • Apuração de receita de serviços à vista no valor de R$ 120.000,00. Os custos eram de R$ 100.000,00 e foram pagos à vista.

Assinale o saldo do imposto de renda e contribuição social diferidos, apresentado no balanço patrimonial da empresa em 31/12/2017, considerando a alíquota de imposto de renda e contribuição social de 34% e que a empresa apresenta perspectiva de lucros futuros em todos os exercícios.

A) R$ 8.772,00.
B) R$ 9.034,00.
C) R$ 10.812,00.
D) R$ 12.852,00.


Resolução em texto elaborada pelo Profº Thiago:

1º) O que a questão pede?

Para identificar a alternativa que apresenta o saldo do IR e CS diferidos, apresentado no balanço de 31/12/2017.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?

Essa questão é um pouco mais complexa e precisa ser resolvida em duas partes. Primeiro determinando a diferença temporária tributável entre o valor contábil do veículo e a base fiscal. Isso acontece pois há diferença entre a depreciação contábil e a depreciação fiscal.

Depois disso, é preciso apurar o prejuízo fiscal e sua respectiva compensação.

O veículo foi adquirido em 2016 por R$ 30.000,00, a vida útil contábil é de 10 anos (depreciação de R$ 3.000,00 por ano) e a vida útil fiscal é de 5 anos (depreciação de R$ 6.000,00 por ano).

Considerando esses dados, teremos o seguinte:

Apuração Contábil

Apuração Fiscal
Custo Veículo
30.000,00

Custo Veículo
30.000,00
Depr. Contábil
3.000,00
X
Depr. Fiscal
6.000,00
Valor Contábil
27.000,00

Base Fiscal
24.000,00
Diferença 27.000,00 – 24.000,00 = 3.000,00

A diferença entre o valor contábil e a base fiscal é chamada de diferença temporária tributável. Portanto, deve ser reconhecido um passivo fiscal diferido aplicando a alíquota do IR e CS sobre essa diferença.

R$ 3.000 * 34% (alíquota fornecida no enunciado) = R$ 1.020,00

Esse valor representa o tributo sobre o lucro que a entidade pagará ao recuperar o valor contábil do ativo.

No caso desse exercício, vamos acumular esse valor tanto para o ano de 2016 quanto para o ano de 2017, obtendo:

1.020 + 1.020 = 2.040,00

Esse é o passivo fiscal diferido referente à diferença temporária tributável do ativo.

Agora vamos apurar o prejuízo fiscal referente a 2016:

Receita tributável
70.000,00
Custos dos Serviços Prestados
(100.000,00)
Depreciação para fins fiscais
(6.000,00)
Prejuízo Fiscal
(36.000,00)

O prejuízo fiscal pode ser compensado contra lucros tributáveis e por isso deve ser reconhecido como um ativo. O valor que será reconhecido é determinado aplicando a alíquota do IR e CS (34% de acordo com o enunciado) sobre o valor do prejuízo.

R$ 36.000,00 * 34% = R$ 12.240,00

Esse é o ativo fiscal diferido referente ao benefício referente ao prejuízo fiscal apurado em 2016.

Agora vamos apurar o resultado de 2017.

Receita tributável
120.000,00
Custos dos Serviços Prestados
(100.000,00)
Depreciação para fins fiscais
(6.000,00)
Lucro Tributável
14.000,00

Sobre esse valor a entidade pode compensar o equivalente a 30% do prejuízo do ano anterior, dessa forma:

14.000 x 30% = 4.200,00

Sobre esse valor temos de aplicar a alíquota dos tributos para identificar o valor do IR diferido, então:

4.200 x 34% = 1.428,00

Como esse valor, seria um valor “a pagar”, então ele vai reduzir o ativo fiscal diferido que foi registrado no ano anterior e assim teremos:

12.240,00 – 1.428,00 = 10.812,00

A questão está pedindo para calcularmos o valor do IR e CS diferido e não podemos esquecer que temos um passivo diferido da depreciação. Então vamos trazer para o ativo e reduzir o valor dele, da seguinte forma:

10.812,00 – 2.040,00 = 8.772,00


Esse é o valor do ativo diferido que a empresa possui.


Gabarito: “A”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

7 comentários:

  1. Essa questão muito complexa. Obrigada Thiago Shaim

    ResponderExcluir
  2. Nossa nunca vi esse assunto na faculdade

    ResponderExcluir
  3. Nossa muito difícil, não me lembro de ter visto na faculdade.

    ResponderExcluir
  4. De onde saiu o valor do passivo diferido da depreciação - 2.040,00?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 34% (alíquota de IR e CS) * 3.000 (diferença entre a depreciação contábil e fiscal) = 1.020.
      Esse valor precisa ser acumulado tanto em 2016 como em 2017, portanto 2.040

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir