terça-feira, 4 de dezembro de 2018

CRC 02/2018 – Questão nº41 da Prova Branca (nº43 da Prova Verde, nº42 da Prova Amarela e nº42 da Prova Azul) – Contabilidade Geral

Certa empresa, que produz e vende mochilas, possui duas fábricas no Rio de Janeiro. Para cortar custos, colocou uma das fábricas à venda, empenhando-se para encontrar um comprador. Além disso, o preço pedido pela venda da fábrica é razoável em relação ao seu valor justo corrente. A empresa possui algumas encomendas e pretende transferir a fábrica a um comprador assim que sejam cumpridos todos os pedidos de clientes não concluídos. De acordo com o exposto, assinale, a seguir, a correta classificação contábil desta fábrica no balanço patrimonial da empresa de acordo com as normas contábeis brasileiras.

A) Ativo circulante.
B) Ativo imobilizado.
C) Ativo realizável a longo prazo.
D) Ativo não circulante mantido para a venda.


Resolução em texto elaborada pela Profª Yasmin:

1º) O que a questão pede?

Que assinalemos a correta classificação contábil desta fábrica no balanço patrimonial da empresa de acordo com as normas contábeis brasileiras.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?

Bom, é sempre importante começarmos analisando as que não são alternativas viáveis e as possíveis “corretas”.

Analisando as alternativas, podemos já eliminar as letras “A” e “C”, pois a não faria sentido a fábrica ser classificada contabilmente como “ativo circulante” ou como “ativo realizável a longo prazo”.

Com isso, só nos sobram a dúvida entra as letras “B” (ativo imobilizado) e “D” (ativo não circulante mantido para a venda).

Claro que, neste momento, você ficaria muito tentado a marcar como letra “D”, já que o ativo foi colocado à venda. Mas, calma lá, vejamos se realmente poderíamos classificar assim.

De acordo com os itens 6 e 7 da “NBC TG 31 - Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada”:

6. A entidade deve classificar um ativo não circulante como mantido para venda se o seu valor contábil vai ser recuperado, principalmente, por meio de transação de venda em vez do uso contínuo.
7. Para que esse seja o caso, o ativo ou o grupo de ativos mantido para venda deve estar disponível para venda imediata em suas condições atuais, sujeito apenas aos termos que sejam habituais e costumeiros para venda de tais ativos mantidos para venda. Com isso, a sua venda deve ser altamente provável.

Grifei essa parte aí de cima, pois conseguimos concluir que a fábrica não está “disponível para venda imediata”, tendo em vista que a empresa possui algumas encomendas e pretende transferir a fábrica a um comprador assim que sejam cumpridos todos os pedidos de clientes não concluídos.

Portanto, a fábrica continua lá como “ativo imobilizado” até cumprir todos os requisitos necessários para ser classificada como um ativo não circulante mantido para a venda.

Gabarito: “B”

Baixe aqui a NBC TG 31 - Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada:

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário