terça-feira, 7 de agosto de 2018

CRC 01/2018 – Questão nº28 da Prova Branca (nº29 da Prova Verde, nº29 da Prova Amarela e nº28 da Prova Azul) – Contabilidade de Custos

Uma entidade produz, utilizando a mesma matéria-prima, os produtos “Tipo A”, “Tipo B” e “Tipo C”. Essa entidade apresentou, em maio de 2018, os seguintes dados relacionados à produção:

  • Os custos da matéria-prima processada no período foram de R$ 1.200,00.
  • Os custos indiretos de produção no período foram de R$ 960,00.
  • O rejeito gerado na produção é considerado um subproduto, sendo comercializado ao valor líquido de R$ 1,00 por kg.
  • A entidade rateia os custos indiretos com base na quantidade líquida produzida.


Considerando-se apenas as informações apresentadas, o custo unitário por kg de cada produto dessa entidade no período foi:

A) Tipo A R$ 26; Tipo B R$ 23; Tipo C R$ 21.
B) Tipo A R$ 20; Tipo B R$ 40; Tipo C R$ 60.
C) Tipo A R$ 12; Tipo B R$ 30; Tipo C R$ 54.
D) Tipo A R$ 21; Tipo B R$ 23; Tipo C R$ 26.


Resolução em texto elaborada pelo Profº Thiago:

1º) O que a questão pede?
Para identificar a alternativa que apresente o custo unitário por Kg de cada produto.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Vamos começar identificando o custo da matéria-prima processada.

O primeiro passo é descobrir a quantidade total de matéria-prima processada no período e para isso, basta somar as quantidades apresentadas para cada produto:

20 Kg + 40 Kg + 60 Kg = 120 Kg.

O enunciado nos informou que o custo total da matéria-prima processada foi de R$ 1.200,00. Então basta dividir esse custo pela quantidade total de matéria-prima processada e encontraremos o custo por quilo:

R$ 1.200 / 120 Kg = R$ 10,00/Kg

Para descobrirmos o custo de cada produto, basta multiplicar esse custo pelo total utilizado por cada produto:

Produto Tipo A à 20 Kg * R$ 10,00 = R$ 200,00
Produto Tipo B à 40 Kg * R$ 10,00 = R$ 400,00
Produto Tipo C à 60 Kg * R$ 10,00 = R$ 600,00

O enunciado também nos informa que os custos indiretos no período foram de R$ 960,00 e que eles são rateados com base na quantidade líquida produzida. Sendo assim, vamos começar identificando qual a quantidade líquida total produzida somando as quantidades líquidas por produto:

12 Kg + 30 Kg + 54 Kg = 96 Kg

Da mesma forma, vamos dividir os custos indiretos pela quantidade líquida total para encontrarmos o custo indireto por quilo:

R$ 960,00 / 96 Kg = R$ 10,00/Kg

E agora, iremos multiplicar esse valor pela quantidade líquida produzida de cada um dos produtos:

Produto Tipo A à 12 Kg * R$ 10,00 = R$ 120,00
Produto Tipo B à 30 Kg * R$ 10,00 = R$ 300,00
Produto Tipo C à 54 Kg * R$ 10,00 = R$ 540,00

Até agora temos o seguinte:

Produto
Custo MP Processada (A)
Custo MP Líquida Produzida (B)
Custo Total (A + B)
Tipo A
R$ 200,00
R$ 120,00
R$ 320,00
Tipo B
R$ 400,00
R$ 300,00
R$ 700,00
Tipo C
R$ 600,00
R$ 540,00
R$ 1.140,00

Agora que temos o valor do custo total para cada um dos produtos, vamos dividir cada um deles pelo valor da quantidade líquida produzida e teremos:

Produto Tipo A à R$ 320,00 / 12 Kg = R$ 26,67
Produto Tipo B à R$ 700,00 / 30 Kg = R$ 23,33
Produto Tipo C à R$ 1.140,00 / 54 Kg = R$ 21,11

O exercício desconsiderou os valores decimais, então teremos R$ 26 para o Produto A, R$ 23 para o Produto B e R$ 21 para o Produto C.

Gabarito: “A”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

20 comentários:

  1. Eu compreendi assim:
    Produto Tipo A à R$ 320,00 - 8 = 312 / 12 Kg = R$ 26,00
    Produto Tipo B à R$ 700,00 -10= 690 / 30 Kg = R$ 23,00
    Produto Tipo C à R$ 1.140,00 - 6= 1134 / 54 Kg = R$ 21,00

    Estou resolvendo todas as questao ohando pela resolução de voces, e nessa eu cheguei a essa conclusao.
    Porque o rejeito vendia, entao recuperava o dinheiro.
    Estaria errado o pensamento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Eu entendo que este raciocínio pode te induzir ao erro pois, você está subtraindo 8Kg de R$ 320,00. São unidades de medidas diferentes e por isso não estaria correto.
      Obrigado pelo comentário. Um abraço.

      Excluir
    2. Nao estou subtraindo e sim 8 reais: O rejeito gerado na produção é considerado um subproduto, sendo comercializado ao valor líquido de R$ 1,00 por kg.
      Se exemplo o primeiro foi rejeito de 8 kg vezes 1 reais, estou subtraindo oito reais.

      Excluir
    3. Olá, mas ao fazer esse cálculo, você está usando o preço de venda. Esse valor não pode ser confundido ao se fazer a apuração do custo.
      Obrigado pela participação e contribuição.
      Um abraço.

      Excluir
  2. Olá os dados do rejeito não teve utilidade né, vejo que as questões do CRC colocam dados que não são utilizados...só para confundir mais rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kelly. Exatamente. A intenção da banca é testar se o candidato possui conhecimento pra saber qual informação deve ser utilizada e qual deve ser desprezada. Isso acontece em muitas questões.
      Obrigado por nos acompanhar. Um abraço.

      Excluir
  3. Olá,
    No meu entendimento, a receita do subproduto deve ser abatida do custo. Dessa forma, obtemos o valor exato de 26, 23 e 21. Sem necessidade de arredondamento. Ficaria estranho o resultado dar 26,67 e arrendondarmos para 26. Talvez essa questão fosse anulada.
    Grande abraço. Estou acompanhando todas as questões pelo site e está me ajudando muito na preparação pro exame da semana que vem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Não há como abater receita do custo. São informações diferentes.

      Excluir
    3. Eu também acho estranho o arredondamento que a banca fez. Por isso acho que eles simplesmente desconsideraram os decimais.

      Excluir
    4. Thiago, entendi seu ponto de vista. Me fez refletir. Além do parágrafo 14 do CPC 16, dei uma olhada no capítulo 10.7 TRATAMENTO CONTÁBIL DOS SUBPRODUTOS E DAS SUCATAS do livro de COntabilidade de CUstos do ELiseu Martins. lá ele menciona a possibilidade de lançarmos o subproduto no estoque pelo valor realizável, ou seja, o valor de venda. Seria um lançamento de débito no estoque contra um crédito no CPV.

      Excluir
    5. Olá Lucas. Primeiramente, muito obrigado pela sua participação. Está agregando muito às resoluções das questões.

      Apenas quero comentar que esse lançamento não se trata de "abater" o preço de venda do custo.
      Usar o valor realizável como forma de mensuração é diferente de um simples abatimento.
      Um abraço.

      Excluir
  4. Oi Lucas! Como ficaria mais ou menos a resolução nesse caso? Se puder nos ajudar... É que na verdade o enunciado informa que o subproduto será comercializado a R$1,00 por kg mas não informa se vendeu ou não... Como você colocou ali sendo uma receita do subproduto, a questão não diz se houve essa receita ou não. Fiquei confusa! Também vou fazer prova essa semana e estou estudando a resolução das questões por aqui!!! Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduarda, o enunciado mencionado que o valor de venda dos subsproduto é de R$1 por Kg. Eu usei o parágrafo 14 do CPC 16 para resolver a questão:

      Um processo de produção pode resultar em mais de um produto fabricado simultaneamente.
      Este é, por exemplo, o caso quando se fabricam produtos em conjunto ou quando há um
      produto principal e um ou mais subprodutos. Quando os custos de transformação de cada
      produto não são separadamente identificáveis, eles devem ser atribuídos aos produtos em base
      racional e consistente. Essa alocação pode ser baseada, por exemplo, no valor relativo da
      receita de venda de cada produto, seja na fase do processo de produção em que os produtos se
      tornam separadamente identificáveis, seja no final da produção, conforme o caso. A maior
      parte dos subprodutos, em razão de sua natureza, geralmente é imaterial. Quando for esse o
      caso, eles são muitas vezes mensurados pelo valor realizável líquido e este valor é deduzido
      do custo do produto principal. Como resultado, o valor contábil do produto principal não deve
      ser materialmente diferente do seu custo.

      Excluir
    2. Obrigada pela explicação Lucas... Verifiquei a resolução dessa questão por outros sites e canais de preparação pro exame e também desconsideraram o rejeito, utilizando o valor final que é a resposta da questão como "aproximado".

      Excluir
  5. A resolução deveria levar em conta que o subproduto deve reduzir o custo unitário. Desta forma, deveria ser 320-8 = 312/12... e sucessivamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que cai no que foi respondido acima, não pode subtrair 8kg de 320 reais. Mas também estou tentando entender.

      Excluir
    2. Você não pode desconsiderar o custo do subproduto, pois quando ele gerar receita será também necessário fazer o lançamento do cpv na dre.

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Sendo comercializado ao valor líquido de R$ 1,00 por kg, significa dizer 8kg=R$8 podendo assim fazer a subtração porque anunciado igual os valores. Por esse motivo que a resposta é número exato porque a banca considera dessa forma. jamais é permitido arredondamento de números dessa forma.

    ResponderExcluir