segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Questão 05 – CRC 02/2017 – Prova Bacharel – Contabilidade Geral

Uma Sociedade Empresária foi constituída em 2.1.2017. O estatuto fixou o valor de R$1.000.000,00 como capital social a ser integralizado 40% no ano de 2017 e 60% no ano de 2018.

No ato da constituição, 40% do capital subscrito foi integralizado da seguinte forma:

  • Integralização em dinheiro mediante depósito bancário: R$300.000,00
  • Integralização em móveis de uso avaliados, na forma da Lei n.º 6.404/76, em R$100.000,00

Considerando-se apenas as informações apresentadas, após o registro contábil da subscrição do capital e da integralização, é CORRETO afirmar que, em janeiro de 2017, a Sociedade Empresária apresenta no Patrimônio Líquido:

a) um saldo credor no grupo Capital Social no valor de R$1.000.000,00, um saldo credor na conta de Capital Subscrito no valor de R$600.000,00 e um saldo credor na conta de Capital a Integralizar no valor de R$400.000,00.
b) um saldo credor no grupo Capital Social no valor de R$1.000.000,00 e um saldo devedor na conta de Capital a Integralizar no valor de R$600.000,00.
c) um saldo credor no grupo Capital Social no valor de R$400.000,00 e um saldo credor na conta de Capital Subscrito no valor de R$400.000,00.
d) um saldo credor no grupo Capital Social no valor de R$400.000,00, um saldo credor na conta de Capital Subscrito no valor de R$1.000.000,00 e um saldo devedor na conta de Capital a Integralizar no valor de R$600.000,00.


Resolução em texto elaborada pelo Profº Thiago Chaim:

1º) O que a questão pede?
Para identificar a afirmativa que apresenta corretamente o saldo do grupo Capital Social da Sociedade Empresária, após o registro contábil da subscrição do capital e da integralização.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Para resolver essa questão, basta fazer o lançamento contábil dessa operação e depois analisar as alternativas.

Antes de começar é importante esclarecer a diferença entre o que é Capital Subscrito, Capital Integralizado e Capital a Integralizar.

O Capital Subscrito, é o valor total do Capital Social da empresa, que consta no Contrato Social ou Estatuto e é assinado pelos sócios.

De acordo com o dicionário Houaiss, Subscrito significa “que foi assinado, demonstrando que obteve aprovação e anuência”.

O Capital Integralizado é a parte do Capital Subscrito que já foi, de fato, transferido para a Sociedade.

O Capital a Integralizar é a parcela do Capital que ainda será transferida para a Sociedade em algum outro momento.

No Patrimônio Líquido, o grupo “Capital Social” irá apresentar o valor do Capital que já foi Integralizado na Sociedade. Dessa forma, o valor que vai aparecer como Capital Social será o Saldo do Capital Integralizado reduzido do Capital a Integralizar.

Temos de lembrar também que as contas do Patrimônio Líquido possuem natureza Credora, ou seja, sempre que quisermos aumentar o saldo, os lançamentos feitos serão a Crédito e para reduzir, o lançamento é a Débito.

Como os sócios ainda não Integralizaram o valor total do Capital Subscrito na Sociedade, todo o valor que será integralizado em 2018 será lançado a Débito na conta Capital a Integralizar, reduzindo, assim, o Capital Social.

O enunciado já definiu que o Capital Subscrito dessa empresa é de 1.000.000,00, porém uma parte será integralizada em 2017 e o restante apenas em 2018.

Aproveito para recordar que os lançamentos contábeis são feitos utilizando o método da partida dobrada, ou seja, a soma de todos os lançamentos a débito deve ser igual à soma de todos os lançamentos a crédito.

Vamos, então, construir os lançamentos contábeis dessa operação:

D – Banco c/ Movimento (Ativo)               300.000,00
D – Móveis de Uso (Ativo)                         100.000,00
D – Capital a Integralizar (PL)                  600.000,00
C – Capital Subscrito (PL)                      1.000.000,00

Percebam que a soma dos três lançamentos a débito é igual ao lançamento a crédito.

Recordem, agora, que o valor do Capital Social é o Saldo do Capital Subscrito reduzido pelo Capital a Integralizar. Então, no Balanço Patrimonial, aparecerá da seguinte forma:

Capital Social                            400.000,00             C
       Capital Subscrito              1.000.000,00            C
       (-) Capital a Integralizar      600.000,00            D

Agora, podemos analisar as alternativas:

A alternativa “A” começa afirmando que há um saldo credor no grupo Capital Social no valor de 1.000.000,00. Já podemos parar por aí, pois acabamos de concluir que o saldo credor é de 400.000,00, portanto é FALSA.

A alternativa “B” afirma, também, um saldo credor no grupo Capital Social de 1.000.000,00 e assim como a alternativa anterior, é FALSA.

A alternativa “C” afirma que o saldo credor da conta Capital Subscrito é de 400.000,00 quando, na verdade, verificamos que é de 1.000.000,00 e, portanto, é FALSA.

A alternativa “D” afirma que o saldo credor do grupo Capital Social é de 400.000,00, o saldo credor da conta Capital Subscrito é de 1.000.000,00 e o saldo devedor da conta Capital a Integralizar é de 600.000,00, portanto está CORRETA.

Resolução em vídeo elaborada pela Profª Yasmin:


Gabarito: “D”

Baixe a resolução em PDF no link abaixo:

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Participe do nosso grupo no Facebook!
Se inscreva no nosso canal no Youtube!
Compartilhe com os amigos!

Deus abençoe!
Grande abraço!
Bons estudos!

7 comentários:

  1. Essa galera aqui está de parabéns!!! Está ajudando muita gente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Átilla, muito obrigado. Esse retorno é importante pra nós.

      Excluir
  2. Olá Thiago !

    No paragrafo: "Como os sócios ainda não Integralizaram o valor total do Capital Subscrito na Sociedade, todo o valor que será integralizado em 2018 será lançado a Débito na conta Capital a Integralizar, reduzindo, assim, o Capital Social."

    não seria: aumentando, assim, o capital social ?!?!?!

    Fico no aguardo.


    Att,
    Lana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ou, reduzindo, assim, o capital social a integralizar ?!?!

      Excluir
    2. Olá Lana, Acho que entendi a sua pergunta, mas se faltar informação, me avise.
      A conta contábil Capital Social vai mostrar a diferença do Capital Subscrito (natureza credora) menos o Capital a Integralizar (natureza devedora). Essas duas contas são proporcionalmente inversas.
      Quanto maior for o valor do Capital a Integralizar, menor será o saldo do Capital Social. Logo, sempre que fizermos um lançamento a débito na conta Capital a Integralizar, a consequência desse lançamento será o aumento do saldo da conta Capital a Integralizar e a diminuição do valor do Capital Social.
      Espero ter ajudado. Um abraço

      Excluir
  3. Uma dúvida... E essa conta capital subscrito será eliminada quando...?

    PL:400.000,00
    CS:400.000,00
    Cap.sub:1.000.000,00
    Cap. A int.:(600.000,00)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muito da resolução...

      Vcs estão de parabens...

      Excluir