quarta-feira, 8 de março de 2017

Questão 48 – CRC 02/2016 – Prova de Bacharel – Perícia Contábil

Em uma decisão de liquidação de sentença no valor de R$85.000,00, o Juiz determinou que o Perito Contador calculasse o valor devido com incidência de juros moratórios, calculados com juros simples, nos seguintes períodos e parâmetros:

Considerando-se o mês comercial de 30 dias, na situação apresentada, o valor total devido, acrescido dos juros moratórios, será de:

a) R$86.275,00.
b) R$98.600,00.
c) R$99.135,50.
d) R$99.662,50.

Passo-a-passo da resolução em texto:

1º) O que a questão pede?
O valor total devido, acrescido dos juros moratórios, ou seja, juros pagos devido ao atraso.

2º) Qual estratégia vamos usar para resolver?
Trata-se de outra questão de perícia, porém, com viés de conhecimento em matemática financeira.

Calcularemos os juros do primeiro período, depois os juros do segundo período e somar tudo ao final. Vamos lá então!  \o/

Juros do período 01/02/2001 até 31/03/2002
Serão considerados 14 meses já que a taxa é ao mês (0,5% a.m.), e lembrando que será tudo efetuado com fórmula de juros simples, portanto:
J = PV x (1+ i x n)
J = 85.000,00 x (0,005 x 14)
J = 85.000,00 x (0,07)
J = R$ 5.950,00

Juros do período 01/04/2002 até 31/12/2002
São 9 meses, com a taxa de 1% a.m. e fórmula de juros simples, portanto:
J = PV x (1+ i x n)
J = 85.000,00 x (0,01 x 9)
J = 85.000,00 x (,09)
J = R$ 7.650,00

Valor Total Devido
Basta somar tudo...bem simples!
Valor total devido = PV + J1 + J2
Valor total devido = 85.000,00 + 5.950,00 + 7.650,00
Valor total devido = R$ 98.600,00

Gabarito: “B”

Acesse outras questões resolvidas no link abaixo:

Deus abençoe!
Muito sucesso!
Profª Yasmin

8 comentários:

  1. não entendi!

    Na formula FV=PV(1+ixn)
    Não foi somado o 1?
    J = PV x (1+ i x n)
    J = 85.000,00 x (0,005 x 14) -- não deveria ser 1+0,005x14 que daria 1,07

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Esta Questão esta errada. A resposta é a Alternativa "C"

      Excluir
    3. Os juros do 1° tem que somar com os demais. Um professor de matemática financeira resolveu em sala de aula. Passou desapercebido por todos.

      Excluir
  2. Para a resolução da questão de acordo com o gabarito do exame, fiz da seguinte maneira: desprezando o 1.
    Como ele pede o montante final, os valores deveriam ser escritos da seguinte maneira:

    J = P . i . n , onde
    J = Valor dos juros
    P = Valor do principal
    i = taxa de juros aplicada
    n = número de meses

    Para o caso 1 ( 01/02/2001a 31/03/2002)
    J = P . i . n
    J = 85000 . 0,005 . 14
    J = 5.950,00

    Para o caso 2 ( 01/04/2002 a 31/12/2002)
    J = 85000 . 0,01 . 9
    J = 7.650,00

    Somando o resultado: R$ 85000,00 + R$ 5950,00 + 7650,00 = R$ 98.600,00

    ResponderExcluir
  3. Não entendo. Quando
    devo usar a formula com 1 somando e sem o 1?

    ResponderExcluir
  4. RESOLUÇÃO MUITO CONFUSA. E NAO RESPONDEM A NENHUM QUESTIONAMENTO FEITO. QUANDO USAR A FORMULA COM 1 OU SEM?

    ResponderExcluir